NOTÍCIAS

OUTUBRO ROSA

O Instituto Neurológico de São Paulo da Beneficência Portuguesa de São Paulo apoia através do Centro de Estudos em Neurociências "Prof. Dr. Raul Marino Jr.", divulgando as orientações necessárias e os principais pontos a respeito desta questão tão importante.

O mês de outubro marca o período de mobilização acerca do câncer de mama, câncer que mais mata mulheres no Brasil e no mundo.
Qualidade de vida e a detecção precoce são fundamentais para o sucesso do tratamento e de cura.


FATORES DE RISCO

Idade:

As mulheres entre 55 e 65 anos são as principais vítimas do câncer de mama.



Menstruação precoce:

O hormônio feminino estrogênio age nas células mamárias promovendo sua multiplicação. Quanto mais intenso e duradouro é o estímulo, maior a probabilidade de proliferação celular desordenada, que pode resultar em um tumor. Se a primeira menstruação acontece por volta dos 9 ou 10 anos de idade, é um sinal que os ovários intensificaram a produção do hormônio cedoe o organismo ficará exposto a ele por mais tempo no decorrer da vida.



Menopausa tardia:

Enquanto a menstruação não cessa, os ovários continuam produzindo hormônio, ameaçando as glândulas femininas.



Antecedente familiar:

Quando há incidência de câncer de mama em outras pessoas da família, vale a pena reforçar o cuidado iniciando os exames mais cedo.



SINTOMAS

- Nódulo (caroço) nas mamas;
- Deformação ou alterações no contorno natural das mamas;
- Retrações ou desvios no bico dos seios;
- Saliências ou retrações na pele das mamas;
- Descamação ao redor do mamilo ou da aréola;
- Presença de secreções ou sangue.



DIAGNÓSTICO

Mamografia:

É o exame mais importante e o único que comprovadamente reduz o risco de morte por câncer de mama. Segundo a Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM), a primeira deve ser realizada anualmente, após os 40 anos.



Ultrassonografia:

A ultrassonografia, é fundamental em mulheres antes dos 40 anos e após sempre associada à mamografia.



Autoexame das mamas:

Toda mulher deve conhecer suas mamas e quaisquer alterações devem ser informadas ao ginecologista. O exame das mamas deve ser realizado todos os meses, uma semana após o período menstrual. Veja abaixo:

1 – Em frente ao espelho, observe a superfície e o contorno dos seios. Veja se há inchaço, retrações na pele ou qualquer outra alteração.
2 – Em pé, levante os braços. Observe se com esse movimento aparecem alterações no contorno e na superfície das mamas.
3 – Deitada, coloque a mão esquerda sob a nuca e, com as pontas dos dedos, apalpe a mama esquerda. Faça movimentos suaves, circulares e apertando levemente. Inicie na área periférica da mama e termine no mamilo. Repita os movimentos na mama direita.
4 – Por fim, aperte suavemente os mamilos com os dedos. Caso saia secreção abundante ou sanguinolenta, informe imediatamente seu médico.



PREVENÇÃO

- Faça exames preventivos;
- Pratique atividades físicas;
- Considere o histórico familiar;
- Alimente-se adequadamente;
- Amamente;
- Evite bebidas alcoólicas;
- Evite alimentos industriais;
- Cuide de sua saúde emocional.



Médico Responsável:
Dr. Sergio Mendes - CRM 57104/SP

Médico Ginecologista e Mastologista
da Beneficência Portuguesa de São Paulo

http://www.bpsp.org.br/site/outubro-rosa

Parceiros:















© Copyright 2013 | Todos os direitos reservados | Instituto Neurológico de São Paulo
Cadastre seu nome e e-mail para receber informações