CLÍNICA DA DOR

Frente às dificuldades no controle dos quadros dolorosos através de medicações convencionais ou especiais, medidas físicas (fisioterapia) e terapias adjuvantes (acupuntura, psicoterapia)...

Frente às dificuldades no controle dos quadros dolorosos através de medicações convencionais ou especiais, medidas físicas (fisioterapia) e terapias adjuvantes (acupuntura, psicoterapia), dor associada à progressão de câncer, certos tipos de dor facial ou em segmentos do corpo, pode-se indicar procedimentos de competência do neurocirurgião para modificar, amenizar ou tratar a evolução do quadro. São considerados procedimentos de exceção, para as raras situações de intratabilidade clínica (uma vez que se dispõe de medicações mais modernas e eficazes), não isentos de riscos (infecções, seqüelas neurológicas leves a graves, efeitos indesejados), e portanto devem ter sua indicação individualizada, com análise adequada da doença, histórico de medicações e avaliação física e neurológica minuciosas feitas pelo neurocirurgião.

Invista no seu futuro